Ir para conteúdo
Novidades
  • ATENÇÃO: Lista de Blocos protegidos ATUALIZADA (veja aqui)
  • IP DO SERVIDOR: JOGAR.VICIANTE.COM.BR [Versão 1.8]
  • Novo tema do fórum liberado

Pesquisar na comunidade

Mostrando resultados para tags 'entrevista'.

  • Pesquisar por tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisa por autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Informações
    • Anúncios
    • ChangeLog
    • Regras do fórum
    • Regras do servidor
  • Viciante Network
    • Precisa reportar um jogador? Reporte-o aqui
    • Foi banido? Crie sua revisão aqui
    • Encontrou um BUG? Reporte-o aqui
    • Ideias? Crie sua sugestão aqui
    • Atendimento - LOJA
    • Recursos
  • Diversos
    • Dúvidas gerais
    • Off-topic
    • Rádio Viciante
    • Tutoriais
    • VicioTube
  • Áreas secundárias
    • Design
    • YouTuber

Encontre resultados em...

Encontre resultados que...


Data de Criação

  • Início

    End


Ultima atualização

  • Início

    End


Filtrar por número de...

Data de Registro

  • Início

    End


Grupo


Sobre mim

Encontrado 1 registro

  1. Primeira entrevista aqui no Jornal do Viciante e desta vez traremos o meu, o seu o nosso queridíssimo Diretor, que também é desenvolvedor, jogador de Rust, cozinha super bem etc. etc., @SrGuTo! TotonioGandour: Olá Guto! Seja bem-vindo à nossa coluna aqui no Viciante, como é que você se sente sendo o primeiro entrevistado aqui no Jornal? SrGuTo: Me sinto muito lisonjeado em ser o primeiro entrevistado e gostaria de dizer que cozinho realmente bem, a minha pipoca de micro-ondas é sensacional. Se alguém quiser provar eu posso enviar pelo correio (lembrando que cobrarei o envio). TotonioGandour: Então Guto, me diz um negócio: o que te trouxe ao Viciante? SrGuTo: Nós da equipe atual do Viciante Network sempre tivemos uma amizade incrível, construída na comunidade Minecraft, porém desenvolveu-se para outros jogos e fortaleceu-se ainda mais a união que tínhamos. O projeto Viciante surgiu pro acaso, nós todos sempre gostávamos muito do jogo, começamos a jogar localmente, nos aproximamos ainda mais e acabamos por ter a brilhante ideia de montar esse projeto, o qual foi pensado em cada detalhe para proporcionar uma experiência incrível. TotonioGandour: No servidor como um todo (fórum, equipe, os players etc.) o que mais te agrada nestes primeiros dias? SrGuTo: Bom, poderia listar centenas de coisas, mas o que eu achei mais fabuloso são nossos jogadores, pessoas incríveis que acabaram por acolher o servidor e dar uma chance a nossa ideia. TotonioGandour: Quais são as principais expectativas para este lançamento? SrGuTo: Minha expectativa para o lançamento é que todos nossos jogadores surpreendam-se com a qualidade do nosso projeto e do nosso atendimento prestado ao jogador. TT: Guto, trabalhei com você por muito tempo e posso afirmar que tanto o Sr quanto os outros membros da equipe são muito competentes e se completam muito bem. Como você se vê dentro desse grupo? Guto: É maravilhoso poder ter a possibilidade de trabalhar ao lado dessa equipe. Se eu tivesse a possibilidade de escolher entre todas pessoas do ramo, eu com toda certeza escolheria essa equipe, pois ela é muito competente e, acima de tudo, extremamente profissional. TT: Por mais essencial que essa função seja, muitos têm pouca ou nenhuma ideia do que faz um programador no universo do Minecraft. Você pode contar um pouco mais pra gente sobre seu dia-a-dia como desenvolvedor? Quais são os pontos altos e baixos? As belezas e os desafios de ser um programador? Guto: Muitas pessoas associam um desenvolvedor somente a uma tela com vários códigos, entretanto não é bem assim que funciona. O papel do desenvolvedor é analisar a necessidade da comunidade e mercado dos servidores, projetar ideais adaptadas ao modo de jogo, criar fluxogramas – a fim de manter uma organização e uma linearidade de ideias – e aí sim começar a programar o projeto. Assim, podemos notar que não é tão simples o desenvolvimento de um projeto que, muitas vezes, pode parecer simples aos olhos leigos. TT: Mudando um pouco o assunto, Guto, agora indo diretamente ao jogo. Você está há muitos anos trabalhando no mundo do Minecraft brasileiro. Conte um pouco pra gente o que mais te atrai no jogo e nessa comunidade? Guto: Eu sempre adorei o modo multijogador do jogo, consequentemente a comunidade sempre fez parte do que eu mais gostava. Além disso, eu diria como ponto principal, a infinidade de coisas que pode ser realizada dentro deste mundo quadrado, dando uma liberdade quase que total para a imaginação agir sobre os blocos. TT: O Minecraft é um jogo que evoluiu muito conforme o tempo. Estamos agora, se eu não me engano, na versão 1.14 já. Como você avalia essa evolução? Guto: As versões mais recentes do jogo são excelentes para o jogo singleplayer (um jogador), porém acabam por não privilegiar quem realmente mantém o jogo nesse auge, os servidores. Como desenvolvedor sinto falta de recursos para os servidores conseguirem inovar ainda mais e talvez seja um ponto a ser pensado pela desenvolvedora do jogo. TT: Você tem saudades de algo que existia no jogo e deixou de existir? Saudade de alguma versão antiga do Minecraft? Guto: Sou um adepto a ideia de que as coisas precisam estar sempre em constante evolução para evitar que haja uma saturação de um modo. Eu, particularmente, não sinto falta de algo que deixou de existir, todavia tenho que considerar que a versão que mais me agradou, quando lançada, foi a 1.2.5, uma versão que - na época - foi revolucionária a constância de atualizações que eram realizadas. TT: Por mais que você esteja trabalhando na comunidade do Minecraft, eu imagino que deva fazer muito tempo que você não joga o jogo como um jogador, sem as preocupações de um staffer etc. Isso é verdade? Guto: Desde que comecei a trabalhar no ramo, não sobrou mais tempo para aproveitar a vida de um player, usufruindo das próprias ideias desenvolvidas por mim juntamente com a equipe. Realmente ser staffer é um peso gigantesco nas costas, pois você não é mais apenas um jogador controlando sua casinha no jogo, passa a controlar uma comunidade inteira disso, tendo que ser cauteloso nas ações e sempre agir com cordialidade. TT: O que você mais tem saudades da época de Player? Guto: Apesar de estar afastado há mais de 5 anos da vida de player, o que eu mais adorava era a interação no clã que eu participava, porque havia uma união de tarefas de cada membro para atingir os nossos objetivos como uma gigantesca liga no servidor. TT: Bom, Guto. Nossa entrevista está chegando ao fim e gostaria de te fazer só mais uma pergunta pra gente finalizar. O servidor está anunciado para lançar nos próximos dias e toda a comunidade está muito ansiosa para receber novidades e começar a jogar! Tem algo que você quer falar para os jogadores? Algum spoiler? Alguma frase de efeito? Ou qualquer coisa que os deixe mais ou menos animados pra esse lançamento incrível? Guto: Eu gostaria de, desde já, agradecer imensamente a oportunidade de poder ser entrevistado por você, que é uma pessoa admirável! O que eu tenho para dizer a todos nossos jogadores é que vocês todos podem esperar que a voz de vocês é extremamente importante para a equipe inteira do Viciante Network, mas além de tudo montamos um servidor que nós gostaríamos de jogar, cuidando de cada detalhe para proporcionar sempre a melhor experiência de jogo. TotonioGandour: Bom, Viciados, este foi SrGuto! Até a próxima!
×
×
  • Crie um novo ...